Arquivo do mês: setembro 2012

That’s the little story of the girl you know

Pra ler ao som de Carmen, Lana Del Rey.

, eu gostava tanto de te cuidar darling eu gostava quando você aparecia aqui de madrugada chorando desesperada porque a sua mãe tinha chegado bêbada em casa e você não sabia o que fazer você fugia para os meus braços e me dava uma força com essa sua fraqueza que eu poderia fazer o mundo inteiro girar ao nosso redor eu te fazia um café quente enquanto você chorava na cama inconsolada tão inconsolada que quando eu chegava perto você me abraçava tanto e puxava minha camisa e arranhava e beliscava minhas costas e nesses momentos eu sentia o seu coração batendo tão forte e você tremia tanto que parecia que ia explodir e eu te dava o café recém passado e você bebia quente nem eu beberia um café tão quente sem queimar a língua mas você se sentia fria por dentro eu sei darling e enquanto ele descia na sua garganta você voltava a ter aquela pele branca-amarelada tão amarelada que fazia os cortes nos seus braços parecerem pulseiras vermelhas e eu brigava porque você não precisava daquelas pulseiras e pra Imagemte deixar com peso na consciência te lembrava daquela noite de Ano Novo que você cortou seus braços mais do que devia e deixou todo mundo em desespero e eu te levei sangrando dentro de um táxi pro hospital sim eu fazia você se lembrar do susto e da correria daquele dia e você chorava mais e eu acabei chorando também porque os seus machucados não cicatrizados eram uma forma gritante e vermelha de dizer que eu não era tão forte assim e que eu não fazia o mundo inteiro girar ao nosso redor porra nenhuma porque você conseguia toda a atenção que quisesse com esse seu jeito torto de lidar as coisas porque quando você se machucava e gritava e quebrava o que tivesse na sua frente os cacos atingiam quem tava perto e aí eram dois angustiados chorando na cama no meio da madrugada a essa hora o café já estava frio e minha mão tremia com um cigarro acesso você ali fraca com mil e um problemas sem ter onde cair morta e eu com minha vida simples boa e leve mas que vivia sendo atingida pela tua neblina. Mas eu gostava de te cuidar, darling. Eu te daria minha vida se você não tivesse pedido por ela.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized