Barbarella

Para Felipe Araujo.
baba
Tuas sapatilhas amarelas
sendo plataforma do marrom
que começa nos teus dedos dos pés e vai
até o último fio de cabelo.
Cabelo que faz nuvem,
nuvem que eu sentaria e apoiaria meus pés
nas tuas saboneteiras.
Saboneteiras que escapam,
do teu vestido estampado
com flores coloridas
que com tua pele fazem o contraste mais bonito que já vi.
Saboneteiras que ficam de fora me deixando assim meio
doido, doído
sem jeito
querendo ser uma dessas flores.
Flores que eu mandei a natureza copiar
pra deixar no vaso em cima da tua mesa da sala.
Tua sala, teu sofá, que eu daria tudo pra estar sentado
enrolando tua nuvem na minha nuvem.
Mas por enquanto só chove.
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s