Arquivo do mês: fevereiro 2014

 Ao som de No 1. Party Anthem

Imagem

marius markowski

eu que sempre julguei
essa necessidade besta de urgência
de ser ligeiro
que sempre gostei de descansar
pra não atropelar as palavras
essas que andam meio tortas
nessas linhas imaginárias

pra não tropeçar em minhas próprias pernas
tão brancas e finas e frágeis
tão cheia de roxos
por sempre ter esbarrado na bagunça
que alguém bagunçou e não arrumou

eu que te imaginava feito fotografia
com minhas pernas em seus ombros
e sua boca no meu dedinho do pé
dessas que a gente deixa em p&b
e põem numa exposição em um museu qualquer

nem te conto

eu que calma
eu que memória
eu que tanto
eu que água
daria tudo pra entrar em
c a
l e
f a
çã o

1 comentário

Arquivado em Uncategorized