Antes da hora

Aquela vontade destilada
com gosto de silêncio
na ponta da língua
de tanto guardar as palavras
que eu engoli durante
as 74 horas que você ficou
calado.

Sabe-se lá onde.

Durante as 74 horas que
9 pratos quebrados no chão
furavam a sola dos meus pés,
enquanto eu quebrava outros 12
pra ver se eles se transformariam
em horas diminuídas .

Ou quem sabe assim
transformassem as 74 horas
em 74 tocadas de campainha,
pra eu abrir logo a porta
porque saudade é pior
que caco de vidro na sola do pé.

Afinal, eu sabia que você gostava de Beagá
e quem sabe esfriar a cabeça colaria
os 9 pratos e as 74 horas quebradas
que eu poderia ter passado dormindo
até você ter a decência de voltar e dizer
que não voltaria mais.

(Ou que comprou uma pá
pra jogar os cacos fora)

Pena termos o azar
de deixar o azar bater a nossa porta,
e fazer as semelhanças ruins
serem maiores que a diferenças boas.

Logo a gente, tão orgulhoso
que não dá o braço a torcer
nem por 9 pratos de 9 cidades do Sul,
nem por 12 pratos de poemas da Lapa,
nem por cacos escondidos
que vão ficar atrás dos móveis
até você infelizmente ir
e deixar alguém vir morar aqui.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Antes da hora

  1. Tu cria as melhores metáforas. Essa primeira estrofe acabou comigo, parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s