Eu gosto do seu algodão

Ao som de “Sobre Canecas e Chá – Leo Fressato”

O amor que eu sinto por você
é amor de meia quente
pós banho no inverno.
De pão saindo
quentinho da padaria
direto pro saco de papel
que aquece nossas mãos
às 6:30 da manhã.

Amor de correio secreto
em festa junina do ensino médio,
de abraço orgulhoso de mãe.

Amor que não cobra,
que não sente ciúmes,
mas que também não espera
reconhecimento.

– apesar de reconhecer
suas blusas de frio
a longa distância –

E talvez, só talvez
eu até demonstre
1/4 dele
quando você for no meu,
só pra eu pegar
qualquer uma delas
pra minha coleção.

Mas não!
não a guardaria na gaveta
de amores antigos,
de amores doídos,
de amores estranhos.

A sua, como você,
penduraria num cabide
pra cheirar as mangas
todos
os
dias.

Mas sem amassá-las
ou esperar que estejam
sempre limpas.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s