Que tal?

Ao som de 5 a seco – feliz pra cachorro

Hoje eu podia ser
o amor da sua vida
no fim de semana
inteiro,

na segunda-feira
a gente voltava
pra nossa vidinha de sempre
e procuraria alívio
dentro dessa
sensação do agora,
meio assim

deixando o vento
jogar no rosto
qualquer música
ou tela
que nos faz crer
que não há necessidade
de farmácias ou drogarias,

só a arte salva
nossa loucura
das partes obscuras
que eles dizem ter no cérebro.

E não há amor
ou desamor
que passe imune
por elas,

e não há amor
ou desamor
que saia da mesma cor
delas.

E eu, que já perdi
a conta de quantas vezes
nem a cor amarela
clareou o fim das curvas,

parei de contar e
desenhei lá
um sol enorme
e bem amarelo.

Se for preciso
eu desenho mais um,
ou me entrego
mais dois ou três dias
a você.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s