sobre as pregas do seu olho

em câmera lenta:
saiu das mãos
lento ca
indo
deu pra ver
que seus olhos
chegaram mais rápido
ao susto de ouvir
o baque do vidro
no chão
e todos os cacos
espetando nossas pernas.

deu pra ver
as pregas do seu olho
forte fechado travado
acho que travou
mais coisa aí

eu te disse
pra não brincar
de amor quando
não era eu
te disse pra
errar a dor
de outra era
eu te disse
melhor deixar
o tempo ser dono
do que não cabe
no nosso sono.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s