sobre seus freios

pego todos os
seus restos
de um ontem
e deixo contigo
nas tuas fronteiras

não aceito mais
suas curvas
de gente
blindada
assim como
também não quero
suas flores
de plástico
sobre a mesa
da minha sala

não há som no rádio
não há gota pingando
na pia no silêncio
de um domingo

qualquer resquício de lar
já não mora mais aqui

e eu também não.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s